Como lidar com problemas digestivos?

Como lidar com problemas digestivos?

A gente sabe que a alimentação tem um forte impacto na saúde, mas mesmo assim ainda fazemos escolhas erradas. Por isso é muito comum ver pessoas reclamando de azia e má digestão. Quem nunca?

A marca Eparema, em parceria com a Associação Paulista de Fitoterapia realizou uma pesquisa, “Má digestão: hábitos e comportamentos”, que tem como objetivo compreender as pessoas que sofrem com problemas digestivos. Para explicar melhor as causas e conseqüências deste desconforto o Encontro Eparema contou com a mediação da atriz e humorista Marianna Armellini e com a presença de Vanderlí Marchiori, nutricionista e especialista em fitoterapia, Morena Leite, chefe do restaurante Capim Santo, onde foi realizado o encontro, Nani Pinho, diretora da área médica da Takeda, e Bruna Fausto, diretora de marketing de Consumer Healthcare da Takeda.

AgNews - A atriz e comediante Marianna Armellini e a chef de cozinha Morena Leite participam de encontro descontraído na manhã desta quarta-feira, durante o lançamento da pesquisa: “Má digestão: hábitos e comportamentos”, que abordou temas como alimentação saudável, universo da fitoterapia e reflexos dos problemas digestivos na rotina, no restaurante Capim Santo em São Paulo.   Fotos: Raphael Castello/AgNews   20-05-2015
Foto: Raphael Castello/AgNews

“O excesso de atividades dentro de uma rotina agitada causa uma série de impactos negativos à saúde. Entre eles, está o estresse, que apresenta diferentes sintomas relacionados à digestão”, explica Marchiori, que é vice-presidente da Associação Paulista de Fitoterapia. Além do estresse, a alimentação inadequada, extrapolar na quantidade de comida e bebida e pouca mastigação também foram mencionados como influenciadores da azia e má digestão.

A verdade é que a gente se esquece que o nosso estômago não tem dentes e que a quebra mecânica do alimento tem que se dar na boca. Atropelar este processo da mastigação, seja por falta de tempo ou excesso de atividades, causa o famoso empachamento mesmo tendo comido uma salada. Mastigar é a primeira parte da digestão, se ela não é feita corretamente, o fígado é solicitado erroneamente causando outros sintomas de má digestão. Por isso lembre-se sempre: mastigar é essencial!

AgNews - A atriz e comediante Marianna Armellini e a chef de cozinha Morena Leite participam de encontro descontraído na manhã desta quarta-feira, durante o lançamento da pesquisa: “Má digestão: hábitos e comportamentos”, que abordou temas como alimentação saudável, universo da fitoterapia e reflexos dos problemas digestivos na rotina, no restaurante Capim Santo em São Paulo.   Fotos: Raphael Castello/AgNews   20-05-2015
Morena Leite, Marianna Armellini, Vanderlí Marchiori, Nani Pinho e Bruna Fausto. Foto: Raphael Castello/AgNews

Principais causas da má digestão

– Estresse/ Ansiedade

– Comer e/ou beber em excesso

– Comer muito rápido, sem mastigar corretamente o alimento

– Não comer alimentos saudáveis

 

“Este é um problema coletivo, os homens acabam tendo um pouco mais efetivamente, é fisiológico, mas as mulheres também apresentam bastante durante o período de tensão pré menstrual, porque a própria fisiologia incha as alças intestinais e provoca uma maior formação de gases. Mas o maior problema ainda continua sendo a ansiedade que gera uma baixa mastigação e um alto consumo de alimentos em pouco período de tempo.”, compara Marchiori.

Foto: Carolina Mendes
Encontro Eparema. Foto: Carolina Mendes

Dicas para melhorar a digestão

– Fazer as refeições entre 20 a 25 minutos para dar tempo de mastigar corretamente;

– Se o tempo para alimentação for de 15 minutos, talvez seja mais saudável tomar um suco mais elaborado do que comer um prato de comida rapidamente;

– Não comer com a sensação de culpa, relacione sempre o prazer ao comer;

– Beba muita água durante o dia, mas evite tomar até 10 minutos antes e só 40 minutos depois da refeição, pois a ingestão de líquidos diminui o suco gástrico, consequentemente aumenta o tempo de digestão;

– Coma muitas fibras, elas ajudam a expulsar do corpo o que não serve mais;

– Dê preferência à alimentos da estação, eles contem menos agrotóxicos;

– Comer de 3 em 3 horas para estimular o metabolismo e a queima de gordura, desde que se coma pouco e tenha um ajuste de nutrientes;

– Compare sempre a quantidade e a qualidade do alimento que você vai ingerir para que ele não te roube energia ao invés de oferecer;

“Dois alimentos que funcionam muito bem como lanchinhos entre uma refeição e outra para reduzir a ansiedade são: o chocolate amargo e o amendoim. O chocolate amargo, quanto mais cacau tiver, mais atividade cerebral ele tem, quanto mais atividade cerebral ele tem, mais controle de gordura corporal de curva glicêmica do açúcar no sangue e do comer compulsivo ele tem, mas estamos falando em 30g. O amendoim assado, bem mastigado, com sal controlado reduz gordura abdominal, corporal e o comer compulsivo, 30g também é o ideal. O segredo está na mastigação!” indica a nutricionista.

– Faça um planejamento alimentício semanal no fim de semana, vá a feira comprar alimentos saudáveis, corte, congele separadamente e vá retirando cada tigelinha do freezer na medida em que for usar pra que seja um preparo rápido. Não se esqueça que o planejamento e o exemplo são essenciais para as crianças;

– Não utilizar distrações para empurrar comida nas crianças, isto faz com que elas comam sem mastigar;

– Dê preferência a chás naturais feito com plantas a chás prontos de saquinho, já que os mesmos são aromáticos e não terapêuticos;

– Para manter as propriedades do chá por até 24 horas reserve-o em um recipiente de vidro, cerâmica ou inox, para que a planta não tenha interação nem com metal ou plástico;

– Quem possui hipertireoidismo deve evitar tomar suco verde com couve;

– Quem sofre de refluxo não deve consumir chá de camomila.

“Não existe uma dieta única e perfeita, existe o equilíbrio e a consciência. Tanto comer demais, como comer de menos te rouba energia”, aconselha a chefe Morena.

 

 

Tratamento com fitoterapia

Em comparação com os sintéticos, 88% dos pesquisados acreditam que os medicamentos fitoterápicos, encontrados em versões de óleos, cápsulas e extratos concentrados, são mais eficazes contra problemas digestivos. Metade da amostra afirmou que já compra o medicamento contra os distúrbios digestivos antecipadamente, enquanto 40% assumem recorrer a esta alternativa apenas quando está precisando.

A nutricionista recomenda manter uma farmácia particular na bolsa, ou em lugares estratégicos como, por exemplo, no trabalho ou casa, para prevenir situações inesperadas. No entanto, vale prestar atenção na freqüência dos sintomas, na rotina alimentar e procurar ajuda médica para uma reeducação alimentar ou algum outro tratamento se isto vem acontecendo constantemente. A nutrição está muito ligada à questão emocional, procure fazer um consumo consciente equilibrado do que você ingere, afinal você é o que você come.

eparema medicamento fitoterapico laranja guarana hortela boldo cascara sagrada ruibabo
Flaconetes Eparema nas versões Laranja, Guaraná e Hortelã

O Eparema serve tanto para distúrbios alimentares como para casos de prisão de ventre. Ele é um medicamento à base de extratos vegetais que reúne Boldo, Cáscara Sagrada e Ruibarbo. O boldo estimula o fígado a produzir e liberar mais sucos digestivos e sais minerais. A Cáscara Sagrada trabalha especialmente no intestino e auxilia no processo de evacuação. O Ruibarbo causa efeito estimulante e digestivo. Uma única dose deste extrato acelera o processo de digestão em instantes.

Então já sabe, vai ter aquela festinha de casamento, aniversário, despedida, seja lá o que for, previna-se e tome o seu Eparema antes mesmo de enfiar o pé na jaca pra não ficar ai sofrendo depois, sem perder a consciência de que não é preciso muito para se satisfazer, se não Haja eparema!

Onde encontrar? AQUI!

pesquisa eparema má digestão azia medicamento fitoterapico fitoterapiaPara encerrar o Encontro Eparema com chave de ouro foi servido um almoço incrível, bem leve e saboroso preparado pela equipe da chefe Morena Leite do restaurante Capim Santo.

 

Cardápio

 

Entrada

Mix de folhas orgânicas na cestinha de parmesão

Prato principal:

Nhoque de mandioquinha recheado com brie e mel e molho de sálvia

Strogonoff de Vitela com cogumelos e chip de batata doce acompanhado de arroz 7 grãos

Sobremesa

Crème Brûlée de Nutella com sorvete de cupuaçu

Foto: Raphael Castello/AgNews
Foto: Raphael Castello/AgNews

Um beijo, com água na boca!

Carol do blog As Carus



4 thoughts on “Como lidar com problemas digestivos?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *