Moda & Estilo

Descobrindo meu estilo pessoal

Ontem foi dia de participar de um workshop sobre estilo pessoal, ministrado pela consultora de estilo  (e minha amiga) Aysha Corrêa.

Como já comentei aqui, eu já passei pelo processo de consultoria de estilo e posso dizer que mudou minha vida, sem exageros. Eu era daquelas pessoas que compravam sem avaliar a qualidade das peças e pensar se tinha outras que se coordenassem entre si, sabe?

Um pouco disso acredito que se devesse ao fato de não saber (quase) nada sobre estilo.

A gente acaba vendo tantas definições sobre o assunto na internet, que as vezes fica confuso e por isso eu quis participar deste workshop, pra entender as características de cada estilo universal e aplicar na minha vida. Não pra ficar neurótica, mas pra fazer escolhas que me favoreçam e que comunique o que eu quero passar de informação ao me vestir.

Os Estilos

Os estilos são divididos em 7 tipos universais:
Clássico – passa uma imagem mais conservadora e formal.
Esportivo – é aquela pessoa que prioriza o conforto, praticidade e simplicidade no vestuário.
Criativo – gosta de experimentar coisas diferentes e arrisca mais na hora de se vestir.
Sexy -gosta de atrair os olhares, por isso abusa de cores fortes, estampas de animais, transparências, decotes, ombros à mostra.
Dramático – está sempre muito elegante, mas com uma pitada de ousadia, transmitindo uma imagem forte.
Romântico – gosta de cores claras, nudes e tons pastéis, transmite a imagem de alguém doce, feminina.
Elegante – tem a ver com estar impecável, com “cara de coisa boa”, e até um certo ar de superioridade — como se a mulher elegante por natureza não fosse como o restante.

O workshop foi bem interativo, com atividades entre as participantes pra gente identificar os estilos de cada uma. E a gente sabe que não acordamos “a mesma pessoa todos os dias”, né?

Tem dias que a gente quer passar uma imagem mais formal, em outros nem tanto, então é super possível ter características de mais de um estilo. O meu estilo, por exemplo, é esportivo/romântico e claro que, em determinadas ocasiões, quando a gente quer comunicar uma característica mais marcante, podemos ser livres pra colocar algum elemento de outro estilo nos acessórios e na composição do look.

Descobrindo meu estilo

Gostei muito do que aprendi, acho que a gente não tem que se limitar, mas saber o que nos favorece em termos de cores e ter um estilo com o qual a gente se identifica, facilita e muito nosso vestuário. Afinal, como bem lembrou uma colega de workshop, não podemos sair pelados na rua minha gente, está na constituição! rs

Veja também:  Silicone - Você colocaria?

Pra quem se interessou pelo assunto e gosta de moda ou quer saber como usar este tipo de conhecimento a seu favor, super recomendo dar uma passada no site da Aysha, que foi relançado recentemente e está cheio de novidades. Inclusive com a agenda de workshops do próximo mês e que vai abordar o tema “Cores e Estampas“.

Nos vemos lá? Espero que com as dicas acima já dê pra você ter uma noção do seu estilo pessoal. Me conta o que achou, aqui nos comentários.

Bjux/Paula Freitas

Paulista, 42 anos, formada em Tecnologia, otimista. Adoro falar sobre moda, beleza e, mais recentemente, sobre maternidade. Aqui escrevo sobre tudo que gosto, espero que gostem também!

3 Comentários

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *