Variedades

Essa tal felicidade…

Por Ruiz

Esses dias eu reparei que estava meio pessimista. Estava relendo os últimos posts e isso ficou bastante evidente pra mim.
Bem, essa minha constatação veio de uma conversa que tive com uma amiga-leitora, que falou sobre pessoas que têm relações estáveis e felizes por muitos anos.
Qual será o segredo de um relacionamento durar tanto? Lembro do poeta Antônio Carlos Jobim dizendo que “Tristeza não tem fim, felicidade sim”. Ao mesmo tempo que lembro de ter visto em algum site de Internet que a razão entre tempo de estudo e felicidade é inversamente proporcional. Um desafio para eu conseguir entender isso!
Mas conhecemos casais que estão juntos há 25, 50 anos… E provavelmente vão juntos até o fim. Qual o segredo de ser feliz em um relacionamento? Qual o segredo de não deixar isso acabar? Ou, qual o segredo de ser feliz mesmo depois de tantos anos casados? É claro que não adianta estar casados há mais de 50 anos e não se lembrar da última vez que se sentiu feliz.
A felicidade é passageira. A vida seria insuportavelmente monótona se fossemos felizes o tempo todo. E a maioria dos humanos precisa de uma companhia em grande parte das horas. E repito a questão: Qual será o segredo para um relacionamento duradouro manter-se feliz?
Eu queria muito ter essa resposta. Não sei a resposta correta, mas estou começando a ver uma luz no fim desse túnel que atravesso há alguns anos. A felicidade não está nas coisas, mas o q uanto você se sente completo. E isso não é só em um relacionamento, mas no trabalho, em sua própria casa e, é claro, com a sua própria parceira.
Estou cansado de ouvir das pessoas falando que os opostos se atraem. Ok, pode ser até verdade. Mas é um relacionamento que provavelmente não terá sucesso. Um relacionamento é feito quase sempre de coincidências, de fatos comuns, da identidade que existe entre as pessoas. E desse modo, é fundamental que exista uma afinidade muito grande entre o casal.
E a felicidade pode existir, sim! Não como uma propaganda de TV, em que a família faz compras juntos e ‘nunca mais vão deixar de ser feliz’. Pode ser qie sim, pode ser que não.
Cabe a cada um de nós, nas pequenas coisas do dia-a-dia, mostrar o quando seu parceiro/a é importante para você. Verbalizar, externar e demonstrar uma atenção verídica é um ótimo caminho. E não conheço uma única pessoa que não tenha se serntido bem em fazer um elogio genuíno e carinhoso. Esse é, talvez, o segredo da felicidade.
Um beijo e obrigado a nossa leitora Verônica pela dica de post!
Ruiz
Veja também:  Por que os homens são tão enrolados?

Paulista, 42 anos, formada em Tecnologia, otimista. Adoro falar sobre moda, beleza e, mais recentemente, sobre maternidade. Aqui escrevo sobre tudo que gosto, espero que gostem também!

2 Comentários

  • Samara Correia

    É como você disse, felicidade o tempo todo não seria notada. Meus pais são casados há 25 anos, e no geral são felizes. Não felizes o tempo todo, já vi muita briga feia, já vi sofrimento, mas sempre vi o perdão e a confiança. Acho que para um casal viver bem e junto por muito tempo, é importante saber que o outro não é perfeito.

    Acho que felicidade não é algo constante, alguns momentos são felize. Cabe a nós aproveitar cada um desses momentos 🙂

    ótimo post ;D

    Bjus

    • Ruiz

      Olá Samara,

      É verdade, o casamento não é uma instituição totalmente falida! Eu também conheço uma porção de gente que está firme e forte há muitos anos. Aliás, acho até que deve ser a maioria. Firme e forte, sim. Felizes? Algumas vezes.

      É piegas dizer isso, mas ninguém é perfeito. Gosto da seguinte citação: ‘Enquanto o que é bom superar o que é ruim, vai valer a pena’.

      Beijos,

      Ruiz

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *