Variedades

Mulheres no poder

Por Ruiz

Estive fazendo uma pequena contagem hoje sobre a quantidade de mulheres no ambiente de trabalho. Elas estão não só aumentando em número, mas também nas responsabilidades de seus cargos.

Havia um tempo em que elas jamais conseguiam algo além de um cargo médio em uma empresa. Hoje já estão presentes em cargos de direção, presidência e conselho de empresas. Isso é uma senhora transformação (perdoem o trocadilho!!).

Acho que a eleição da primeira mulher presidente do país abre um precedente histórico. Vejam como as mulheres estão chegando ao poder. Alemanha, Brasil, Chile, entre outros países que não me vêm à cabeça agora. Não tem mais volta o tempo que a mulher era ainda considerada um ser humano de menor grandeza.

Não é rara a situação em que a mulher consegue desempenhar atividades com mais habilidade que um homem. A mulher é criada ‘desde sempre’ para ser multitarefa, enquanto o homem deveria apenas estudar, arrumar um bom emprego e pagar as contas da casa. Acho que isso trouxe a ela essa maior versatilidade, essa coisa de conseguir fazer tudo.

Veja também:  Wishlist de aniversário

Somos incapazes de fazer muitas coisas ao mesmo tempo. A cena típica de um bebê no colo, mexer uma panela no fogo e falar ao telefone, é algo impossível para a maioria dos homens. E somos um pouco assim mesmo… Não dá pra negar.

Entretanto, há questões que ainda prejudicam a mulher na evolução profissional – a maternidade é uma delas. Não é possível delegar a tarefa de gerar um filho para os homens ainda (apesar de ter visto o contrário no Discovery Channel). E isso vai gerar licenças, afastamentos e, quase sempre, uma desvantagem profissional.

Mas os tempos mudam rápido… nunca imaginaríamos que seríamos capazes de falar em telefones sem fio andando em um automóvel. Nunca imaginaríamos que todos teriam um computador em casa. Assim como nunca imaginaríamos que as mulheres iriam mesmo ‘chegar lá’. Imaginamos, é claro. Difícil é o ego masculino aceitar isso.

Veja também:  Futebol

É movimento sem volta… Não posso dizer que as mulheres vão chegar lá, porque elas já estão lá.  Acho que em 10 ou 20 anos, vamos ter uma total equidade de cargos e funções nas empresas. Não tem mais como ser diferente.

Beijos,
Ruiz

Paulista, 42 anos, formada em Tecnologia, otimista. Adoro falar sobre moda, beleza e, mais recentemente, sobre maternidade. Aqui escrevo sobre tudo que gosto, espero que gostem também!

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *